ALAP | Associação Latino-Americana de Publicidade

SOBRE A ALAP

A ALAP – Associação Latino-americana de Publicidade é uma entidade sem fins lucrativos que congrega agências de Comunicação, Digital e de Design; e Comunicadores com atuação em países da América Latina e nações de lingua portuguesa e espanhola.
Esta associação tem por finalidade o desenvolvimento, a profissionalização e intercâmbio de informações e experiências do mercado da indústria da publicidade latino-americana.

SÃO OBJETIVOS

  • Associar agências de Comunicação, Digital e de Design; e Comunicadores.
  • Promover Seminários, Fórum, Congressos, Convenções, Jornadas, Workshops, Exposições, Feiras, Eventos Artísticos e Esportivos e Culturais;
  • Implantar e desenvolver um sistema de Certificação de Depósito de comprovação da anterioridade da ideia publicitária de pessoas físicas e jurídicas, através do seu projeto BANCOMARK – Banco de Comunicação e Marketing;
  • Divulgar e propugnar a integração latino-americana da atividade publicitária;
  • Desenvolver esforços pela compatibilização de Leis, Códigos de ética, Normas-Padrão e de Autorregulamentação;
  • Manter troca de informações com entidades congêneres e de profissionais da América Latina e de países de idiomas português e espanhol; Recomendar a utilização de uma Tabela de Preços Referenciais dos Serviços Internos das Agências de Publicidade;
  • Cooperar com o Poder Público e Autoridades de cada pa´s em assuntos de interesse educativo, técnico e profissional.

 

Últimas Notícias

O RÁDIO NA MINHA VIDA

Aos 14 anos,viajava com o pároco de Santa Rosa aos domingos como corinha para ajudá-lo na celebração de missas no interior e convidava o público pelo Auto Falante para entrar na Igreja.

Aos 18,consegui emprego na Rádio Santa Rosa como locutor e estudava à noite ouvindo música  clássica de  órgão na Rádio Belgrano de Buenos Aires e depois peregrinei por 7 emissoras, chegando em Porto Alegre trabalhei como repórter na Itaí e convidado pelo  Mauricio Sirostsky  Sobrinho passei  para a  Rádio Gaúcha onde aprendi a vender comerciais, fazendo um programa aos sábados com Elis Regina.

Nas agências que fundei, Minuano, Arauto e Farol , e o SINAPRO-RS que presidi por 31 anos, tinha música ambiental para todos.

Em 1965,nossa turma de publicidade da FAMECOS/PUCRS, idealizou uma Exposição dos Financiados da Aliança para o Progresso, fui escolhido como presidente e designado para ir a Washington e Nova York, convidar a Jacqueline Kennedy para vir inaugurar a EFAP no dia 13 de dezembro.

Na capital americana tinha um colega de Cachoeira do Sul que era diretor Voz da América na área brasileira e me proporcionou um estágio de uma semana na emissora que transmitia em onda tropical e curtas em 37 idiomas  para divulgar a maior nação do planeta.

Como trabalho de conclusão do curso, entrevistei por 5 minutos, o secretário-geral da OEA-Organização dos Estados Americanos  e trouxe a gravação para apresentar aos meus colegas, ao governador Meneghetti e a Rádio Guaíba transmitiu na integra o meu trabalho de repórter.

Idealizei  a tese O Direito à Publicidade sem Censura e a  apresentei   em nome da ABAP e SINAPRO-RS no  3º Congresso Brasileiro de Propaganda realizado em 17/4/78, sendo a mesma provada pelo plenário.

E em setembro do mesmo ano, o Ministério da Justiça do governo Figueredo acatou nosso pleito e  extinguiu a Censura Prévia no Rádio e na TV que durou 7 anos na revolução.

No Festival de Gramado de 2017, o presidente do evento,Sergio Gordilho da agência Africa, atendeu meu pedido para termos um painel sobre o Rádio nas Plataformas de Mídia na Internet e vamos fundar a Associação Latino-Americana de Diretores Comerciais de Rádios.

E continuo ouvindo Rádio, no automóvel , em casa e na ALAP quando escrevo e passo e-mails, me sentindo extremamente feliz.

*João Firme
Publicitário, Jornalista e Radialista
alap@terra.com.br

 

Ouça o Spot do Festival de Publicidade de Gramado de 2017 que um grande número de emissoras de rádios está divulgando:

POR QUE OS CHINESES E JAPONESES VIERAM AO FESTIVAL MUNDIAL DE PUBLICIDADE DE GRAMADO?

alap_post

Um evento, que é referência nacional  em comunicação pelo Itamaraty, corre o mundo.

Em 2005 compareceu o Ministro das Comunicações da China, ShiXueshi, que queria conhecer a nossa Auto-Regulamentação Publicitária  e a metodologia  para a propaganda dos Ministérios, Autarquias e Sociedades de Economia Mista do governo federal.

Celito  deGrandi , Secretário de Comunicação do RS,presidiu um painel com a presença de um de um debatedor de Paris, Jacques Bille,presidente da Associação de Agências da França e transmitiu as informações solicitadas.

Alberto Freitas,diretor da Agência Matriz de Porto Alegre, foi o presidente desta edição e o Patrono Homenageado, Otávio Gadret, presidente da Rede Pampa de Comunicações do RS.

​ No Festival de Gramado de 2007 os  Japoneses liderados pelo CEO  da  Dentsu na Ásia  deram a surpresa, apresentando a Nova TV Digital no Brasil e o engenheiro Yhauso  Takabashi  que a criou. Ele deu um show de conhecimentos e foi convocado pelo Cônsul Japonês no RS,para palestrar no dia seguinte para empresários associaos da FIERGS-Federação das Indústrias e Empresas do RS.

Airton Rocha, foi o Presidente. Ele é diretor da Martins+Andrade e

Presidente da ALAP. Roberto Duailibi da DPZ&T foi o Patrono Homenageado. Duailibi é Conselheiro e presidente Emérito da ALAP.

E o Festival de Gramado de 7 a 9 de junho presidido por Sergio Gordilho,co-presidente e CCC da agência Africa está pintando para ser mais um sucesso da ALAP com inscrições abertas pelo site:festivalgramado.com

* João Firme
Publicitário e Jornalista
alap@terra.com.br

A PROPAGANDA E A PUBLICIDADE DE GRAMADO

logo-jpeg

Desde junho de 1985, quando Roberto Marinho , Patrono do Festival Mundial de Publicidade de Gramado, determinou que a Rede Globo de Televisão,  veiculasse em rede nacional, o comercial, no Jornal O Globo, o anúncio e as Rádios Globo do RJ e SP,  o spot,criados pelo presidente do evento Ernani Behs, diretor da Ogilvy & Mather de Porto Alegre e presidente da ABAP/RS, aconteceu uma virada extraordinária na propaganda de Gramado.

Ouvimos do fundador da Globo que as entidades de  de propaganda têm o dever de promover eventos voltados para o conhecimento e inovação para que os empresários invistam nos meios de comunicação para desenvolverem seus negócios, proporcionando com isso o fortalecimento da nossa atividade, a liberdade de escolha, expressão e de imprensa.

    Em  setembro de 2007,o cachoeirense Willy Haas Filho, diretor de negócios da Rede Globo, trouxe e entregou  para o Airton Rocha, presidente do Festival de Gramado do ano, uma fatura de veiculações de comerciais, cortesias à ALAP de R$3.500.000,00.

    A publicidade é a matéria divulgada pelos meios de comunicação e Gramado tem seu Festival do Cinema que premia artistas  e cineastas com o KIKITO  e promove a arte cinematográfica.

   No Festival Mundial de Publicidade de Gramado de 1999, que teve como tema Liberdade Sem Fronteiras, o Ministro Sergio Amaral que organizou a distribuição de verbas públicas dos Ministérios, da Autarquias e Sociedades de Economia Mista, retirando a agência do governo EBN detenta, veio  representando o presidente Fernando Henrique Cardoso e como porta-voz do governo encerrou o evento com uma palestra excelente afirmando que tinha procedimento o pleito da ALAP que estava no Ministério da Economia para isentar a propaganda de produtos brasileiros e do turismo no exterior, da taxa de 15%, que a CACEX cobrava para o envio de dólares para pagamento de faturas de veiculações. Foi aplaudido de pé e no seu regresso fez um projeto de lei, encaminhando ao Senado, que em agosto do mesmo ano, promulgou uma lei dando fim a esta vexatória taxa.

   O hábil, simples,humilde e autêntico, Sergio Amaral foi promovido para Embaixador do Brasil na França e aceitou a proposta da ALAP para realizar a primeira Edição Extra nos anos pares no dia 23 de setembro de 2004, na Embaixada do Brasil em Paris com a parceria da Associação de Agências de Comunicação e Comunicadores –AACC, sem custos para a Embaixada e com os palestrantes voluntários, ente eles, o Governador Germano Rigotto, o Mauro Salles que foi Ministro das Comunicações   compareceu como Patrono da Edição Extra juntamente com Marcelo Serpa, presidente do júri de premiação de peças publicitárias profissionais e o Gilberto Leifert, presidente do CONAR, foi homenageado pela AACC, reconhecendo a entidade como a melhor Auto-Regulamentação no mundo e a TV Globo internacional como a mais conhecida da América Latina na Europa.

    Para Paris foram inúmeros publicitários  e jornalistas da Editora Referência de SP,  Press Advertisign do RS  e a CARAS fez uma festa em sua casa à noite do dia 22, enquanto que o Embaixador  Amaral,promoveu no dia 23 em sua residência um almoço com a presença do Governador Germano Rigotto,  Ministro da Cultura, Gilberto Gil,Gilberto Leifert, Mauro Salles, Jayme Sirotsky, então presidente da Associação Mundial de Jornais-WAN com sede na capital francesa e que estava apoiando a iniciativa da ALAP publicandona Revista da WAN em julho de 2004 um anúncio de página  da Edição Extra , Luiz Coronel ,presidente da ALAP,  Marcelo Serpa e o presidente da Edição Extra do Festival de Gramado, Reinaldo Lopes, da Escala Comunicação.

    E para surpresa de todos, compareceu o Padre Eloi,pároco  de Gramado, às 10 horas, na Embaixada, com mais dois acompanhantes para nos comunicar  que havia aceito o nosso desafio para celebrar uma  Missa de Ação de Graças aos profissionais de propaganda brasileiros na Catedral de Notre Dame no altar mor, às 12h do dia 23/7. E deixamos de ir ao almoço na residência do Embaixador para participar com a esposa do Governador Rigotto e o Alexandre Pradier, diretor de comunicação do governo do Estado. A igreja estava lotada com mais ou menos 3.ooo e nos emocionamos com a leitura do Evangelho em português pelo padre gramadense.

   O Embaixador Sergio Amaral, inaugurou a Edição Extra,às 15h, tecendo elogios à ALAP pela realização do Festival de Gramado, nos anos impares, desde 1975. Para alegria nossa o competente Sergio Amaral hoje é o nosso Embaixador em Washington, o maior país do planeta e temos convicção que nossas relações vão melhorar para empreendedores,exportadores e importadores. E por isso parabenizamos o Ministro José Serra que está à frente do Ministério de Relações Exteriores e o próprio Sergio Amaral que é nosso amigo.

   O Governador fez um belo pronunciamento,o Mauro Salles,um monumento da propaganda brasileira, foi muito aplaudido e o Marcelo Serpa apresentou com o cineasta gaúcho,Cicero Aragon,  os premiados internacionais de agências do Brasil, Argentina, Espanha,México, Japão e França.

   O Galo de Ouro de Gramado recebido por um representante da agência que tinha a conta do Clarín que foi especialmente à  Paris, foi estampado na primeira página do grande jornal argentino como o maior prêmio da propaganda na América Latina comprometendo a ALAP dar continuidade das Edições Extras em 2006,Buenos Aires; 2008 na cidade do México,Florença/Itália e em Tóquio/Japão; 2010 na Semana da Propaganda de Nova York/USA; 2012,Bogotá/Colômbia; 2014,Montevidéu/Uruguai e 2016 na cidade do Panamá.

   E agora chegamos ao 21º Festival de Gramado nos dias 7 a 9 de junho, presidido por Sergio Gordilho, co-presidente e CCC da agência Africa do Grupo ABC administrado por Nizan Guanaes,outro peso-pesado da propaganda.

Criados por Sergio Gordilho, estão sendo veiculados os anúncios de jornais , revistas, spots em rádios e em fevereiro entrará o comercial de TV em rede nacional.

E Gramado é hoje o maior ponto turístico de visitação do interior do Brasil, conforme pesquisa da Revista Viagem, graças a Propaganda e a Publicidade.

*  João Firme
Publicitário e Jornalista
alap@terra.com.br