ALAP | Associação Latino-Americana de Publicidade

Author: admin

O RIO GRANDE QUE DÁ CERTO – THOMPSON FLORES

Confira a íntegra do programa “O Rio Grande que dá Certo” da Band/RS, com o presidente do TRF-4, Dr. Thompson Flores, um dos homenageados da 2ª Edição Extra do Festival de Publicidade de Gramado, em Paris, no próximo dia 21 de setembro na Embaixada do Brasil na capital francesa. O programa foi veiculado em 16 de junho de 2018.

Thompson Flores não estará presente em Paris, mas receberá o Preito de Gratidão da Propaganda declarado pela ALAP no 3º Congresso Latino-Americano de Publicidade, que será realizado nos dias 24 e 25 de outubro no Plaza São Rafael em Porto Alegre. O presidente do TRF-4 será Patrono do evento, realizando a conferência de abertura às 20h do dia 24, sendo premiado por sua obra jurídica e de defesa constante da Liberdade de Imprensa

ALAP HOMENAGEARÁ THOMPSON FLORES EM PARIS E PORTO ALEGRE

IMG-20180220-WA0026

Um encontro histórico aconteceu em 20 de fevereiro de 2018, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. O presidente do TRF4 Carlos Eduardo Thompson Flores será homenageado em Paris na Edição Extra do Festival de Publicidade de Gramado no próximo dia 21 de setembro, na Embaixada do Brasil na capital francesa.

Por seus posicionamentos em favor da Liberdade de Imprensa e da Propaganda, Thompson Flores foi convidado para presidir o 3º Congresso Latino-Americano de Publicidade nos dias 24 e 25 de outubro em Porto Alegre, no Plaza Sâo Rafael Hotel.

Na foto acima: Luiz Coronel, publicitário e poeta, fundador e presidente honorário da ALAP – Associação Latino-Americana de Publicidade, idealizadora dos dois eventos; o desembargador e jurista Thompson Flores; João Firme, secretário-geral e fundador do Festival Mundial de Publicidade de Gramado (desde 1975 nos anos ímpares) e das Edições Extras no exterior para divulgar o Brasil na sua cultura e arte (a partir de 2004, nos anos pares); Luis Lopes, assessor jurídico da entidade; e Jair Meneghetti, consultor de projetos sociais da ALAP.

alap_7496

FOTOS: Ariel Lopes

QUE MARAVILHA DE HISTÓRIAS COM PAIXÃO CORTES E ROSANE MARCHETTI

araujocortes

Na foto acima, o Paixão Cortes sendo homenageado pelo promotor militar Dr. Jayme Araujo, apresentadores do “Cidades Gaúchas” nos anos 60 na TV Piratini, hoje TVE-RS, o primeiro programa exportado semanalmente para RJ pela TV Continental, São Paulo pela TV Tupi e Recife pela TV Recife dos Diários Associados.

Este preito de gratidão aconteceu no Cozinheiros da Solidariedade no dia 4 de dezembro de 2013, às 20h, no Plaza São Rafael Hotel no Dia Mundial da Propaganda. O Jayme, que era redator da Minuano Publicidade, foi para o céu e o Paixão e eu continuamos Vivendo para Trabalhar e Mudar Vidas. Já tenho o Prefácio assegurado do gaúcho “chega de café de chaleira” para o segundo volume do livro “Causas e Concausas da Vida de um Comunicador”, que será lançado em benefício do Instituto Ver, no dia 21 de setembro às 15h na Embaixada do Brasil na França, durante e 2ª Edição Extra do Festival de Gramado em Paris que tem inscrições abertas de propaganda social e projetos sociais com uma unidade gratuita pelo site www.alap.com.br até 31 de agosto.

marchetti

Acima, a comunicadora Rosane Marchetti da Globo, que nos ajudou na realização do 1º Fórum do Bem-Estar dos Animais em comemoração aos 50 anos da ARPA – Associação Riograndense dos Animais em março de 2007, no hotel Continental onde foi homenageada com os troféus São Francisco de Assis juntamente com Rogério Mendelski, Paulo Sant’Ana, Sergio Zambiasi, o global Claudio Cavalcanti, Onyx Lorenzoni (veterinário e deputado Estadual) e a Socialite Vera Loyola.

No evento, foram premiadas peças de propaganda de alimentos, pets e projetos sociais ligadas à Fauna e à Natureza. Rosane Marchetti é a Curadora da categoria Fauna e Flora na premiação de Meio-Ambiente Ecológico nas mídias impressa eletrônica e Web no segundo Prêmio de Criatividade Profissional Internacional de Gramado na Edição Extra do Festival de Paris em setembro e presidirá o 2º Fórum do Bem-Estar dos Animais do Mercosul agendado para os dias 24 a 25 de outubro no Plaza São Rafael Hotel, dentro do 3º Congresso Latino-Americano de Publicidade.

Rosane Marchetti pretende reforçar o convite da ALAP para que Brigitte Bardot possa vir a Porto Alegre para o 3º Congresso, como fada-madrinha do 2º Forum do Bem Estar dos Animais.

A PROPAGANDA, A ECONOMIA INTERATIVA E A QUÂNTICA

1497344966_safeweb

Luiz Carlos Zancanella, presidente da Safeweb.

*João Firme

Ultimamente venho me preparando para defender uma tese no 3º Congresso Latino-Americano de Publicidade nos dias 24 e 25 de outubro em Porto Alegre, para que os comunicadores tenham empregos e, o governo, arrecadação de impostos para as obras sociais.

Leio que a economia interativa está mudando tudo com as compras e vendas por aplicativo e a quântica com a certificação digital interferindo na inteligência, antecipando-se até na matemática.

Vaticino que os meios de comunicação, antenas de rádios, torres para sinais, celulares vão desaparecer, ficar na lapela como o Galinho de Gramado criativo “louco” idealizou. E os juristas terão que mudar de profissão, pois jurisprudências, acórdãos, súmulas e enunciados estarão num botão, disse num programa de TV o professor catarinense, especialista em computação, Luiz Carlos Zancanella (foto acima).

Na medicina, a Quântica vai atuar forte e já existe estudos adiantados transformando a vida das pessoas. Há poucos dias, Rosane Ferreira, oftalmologista e pediatra, pesquisadora e cientista da Organização Mundial da Saúde, fundadora e responsável técnica do Instituto Ver, deu uma declaração fantástica: “Tem muitas crianças que estão sendo clinicadas erroneamente como autistas, quando na verdade precisam só de óculos.” Se a visão se forma no cérebro e estudos concluem doenças oculares, é a ciência da Quântica sendo aplicada.

A física nos deu a bomba atômica e eu, como guri aos 14 anos no ginásio em Santa Rosa, tive um professor de geografia russo de nome Henzel que se opôs à explicação que ele deu em aula sobre Oásis, me respondendo que tratava-se de um milagre divino. E lhe disse que consultaria um professor de Física. No dia seguinte, meu pai foi chamado e o “paizinho” russo colocou à disposição uma bolsa de estudos em Moscou.

Mas o convite foi rechaçado porque eu era necessário para ajudar meus quatro irmãos vendendo “pé de moleque” para soldados do Quartel do Exército do berço nacional da soja.

E tudo isso aconteceu porque a Quântica me despertou.

————————————————-

Que maravilha de entrevista com o cientista da Computação Quântica, Luiz Carlos Zancanella, diretor-presidente da SAFEWEB.

A computação quântica existe em vários aspectos. Física quântica e  química quântica. A computação quântica vem como um poder computacional inimaginável, vai transformar nossa computação atual numa outra mil vezes acima que está fazendo hoje. Esse poder computacional extraordinário que permite você desenvolver a inteligência artificial. Isso vai afetar principalmente as profissões que dependem essencialmente de consulta de dados. Profissões que envolvem conhecimentos históricos e registrados vão ser afetadas.        

Uma área jurídica tem relação bastante direta porque é uma consulta de leis e uma tomada de decisão partida do conhecimento já definido no banco de dados, na área médica também. Nesse aspecto, a computação quântica vai trazer um impacto muito grande nessas áreas. Há previsões que a profissão de advogado tende a desaparecer no futuro. É o que eu vejo nas discussões internacionais, não é a minha previsão, não é minha premonição.

É uma idéia que as novas tecnologias, a computação quântica, a física quântica, a química quântica, elas vão eliminar em torno de 30% a 40% das profissões que existem hoje até o ano 2050, ou seja, não vão mais existir essas profissões, sendo substituídas pela inteligência artificial e pelos novos recursos. Isso na questão da área jurídica.

Na questão da matemática, certamente vai ter a possibilidade de fazer cálculos que hoje só são viáveis em supercomputadores e hoje dará para fazer em computadores menores. Isso vai acelerar o processo do conhecimento científico em cima da matemática, porque você vai conseguir ter mais resultados na hora, imediatos. Vai ser um impacto muito grande.

A quântica está muito associada ao nível subatômico da matéria, do átomo. Nesse nível, as coisas acontecem com uma velocidade muito grande e nível de ocupação de espaço e memória muito pequenos, conseguindo produzir aí informações grandes, acelerando o processo. Desce no nível quântico, para a nanotecnologia. Ela vai fazer uma transformação muito grande na sociedade, nada mais é que o uso da física quântica.

Você por exemplo pode mudar a cor da janela, da parede apertando um botão. Você atua num nível subatômico em cima da matéria, e não no nível atômico que é o que a gente faz hoje.

Outra coisa que será revolucionária será a rapidez da comunicação, que será extraordinária. No nível subatômico, quântico, o volume de informações que você conseguirá manipular de um lado para o outro será muito maior. Eu preconizo que não haverá mais meios de comunicação no mundo.

Não haverá mais temas de rádio, fibra ótica até talvez tenha, mas o meu corpo é que vai transmitir informações para chegar em você mesmo, a informação vai estar na sua pessoa. O celular vai deixar de existir porque você vai apertar um micro botão na sua camisa pra falar e ouvir, a visualização da informação também pode estar no seu óculos, imagino a Microsoft fazendo isso.

 Na pesquisa da informação, você vai pensar no que quer e vai aparecer na sua frente.

Tem uma perspectiva de uma revolução muito grande nos próximos 20 ou 30 anos na ciência. No momento em que você ligar o seu cérebro a uma base de dados inteligentes, todo mundo terá a mesma inteligência e capacidade.

A Propaganda ética e social não vai desaparecer, pois é eterna por Deus.

*Publicitário e Jornalista

Quer fazer a diferença? Que tal fazer menos?

Quer fazer a diferença? Que tal fazer menos?

  • dezembro 6, 2018

Nunca tivemos tantos modelos de liquidificadores.

De carros.

De calças.

De brinquedos.

De cuecas.

De celulares.

De TVs.

De máquinas de fazer pipocas.

Nunca tivemos tantos gadgets, nunca tivemos tantos softwares, tantos apps (e aqui, um dado curioso: 99,99 % deles viram lixo, nunca são utilizados, ou seja, são pura perda de tempo, de dinheiro, de perspectivas).

Nunca tivemos tanto para comprar e tão pouco tempo para usufruir.

E, pior: Quanto mais coisas temos – e cada vez temos mais coisas – não estamos mais felizes.

Aliás, bem ao contrário, estamos cada vez mais frustrados.

Temos milhões de vídeos no Youtube a assistir, bilhões de sites a bisbilhotar, 300 canais na TV para zapear, trocentas redes sociais a furungar e isto em vez de nos agradar, de nos tornar mais plenos, mais humanos, mais nos oprime.

Não conseguimos acessar todos os sites.

Não conseguimos abrir todos os links de vídeos que nos mandam.

Não conseguimos ver todos os programas de TV.

Não conseguimos mais acompanhar todos os jogos do campeonato.

Não conseguimos ler todos os posts do Facebook. Do Instagram. Do Twitter. Do LinkedIn. Do cacete a quatro.

O uátz apita e nos irrita.

A tela é interrompida por avisos de publicação.

Mais e mais, sempre.

Temos cada vez mais e mais nos frustramos.

Não conseguimos mais experimentar a variedade de pães à nossa disposição.

Não conseguimos mais degustar todos os rótulos de vinhos que nos surgem.

Não conseguimos mais tomar todos os sucos, ler todos os livros, ver todos os filmes, comer todas os chocolates, vestir todas as marcas, beber todas as cervejas, experimentar todos os iogurtes, testar todos os xampus.

Temos cada vez mais e mais nos frustramos.

Eis, então, que o mundo do marketing passa a pregar uma compulsão quase doentia por explorar formatos e plataformas, gerando conteúdo prolífico e diverso, tudo no afã de a marca se tornar omnichannel.

Multitudo.

Onipresente.

Basicamente, de novo, a comunicação reflete a sociedade.

Mais uma vez, a “propaganda” (multiforme) meio que retrata um mundo atual que prega que o negócio é fazer mais, vender mais, produzir mais, comer mais, engajar mais, consumir mais, vivenciar mais, beber mais, envolver mais…

Certa feita – num simpósio muito louco em Boston – ouvi de uma professora de Wharton, a seguinte colocação:

“Em vez de pensar em vender mais, em empurrar mais do mesmo aos consumidores cada vez mais infelizes e irresponsáveis, assuma seu papel na história e pense qual vai ser a sua contribuição, qual a sua maneira de ajudar seu consumidor, seu cliente, sua cidade, o país, o planeta e a humanidade? Como seus produtos podem ajudar as pessoas a viverem melhor – não fazendo mais do mesmo – na vida real?”

Pensando e agindo assim, o marketing passaria a ser um jogo de muito mais do que oportunidades para vender mais, acabando por se tornar um negócio de detectar e aproveitar o que poderíamos chamar de “oportunidades sociais”.

Em vez de empanturrar o mercado com mais um modelo de batedeira, o desafio é pensar em alguma tecnologia capaz de fazer bem às pessoas, de impactar-lhes de maneira nova, gerando soluções para a vida.

Pense em produtos que possam ajudar as pessoas em sua realização pessoal.

Pense nas pessoas.

Procure necessidades humanas que ainda são obscuras, desconhecidas, ou melhor, estão escondidas.

Fazendo o bem para a vida real, sempre haverá perspectivas para seu produto.

No futuro, apregoa ela, o crescimento de mercado virá dos sentimentos de gratidão para com a marca, não mais pura e simplesmente de slogans publicitários.

Não pense mecanicamente, em como somente vender mais.

Baita insight:

Pensar dinamicamente, como melhorar a vida das pessoas.

Produtos. Sistemas. Objetos.

Baita insight:

Em vez de poluir timelines por aí, produza uma ideia que faça a diferença.

Um filme. Uma ação. Algo remarkable!

Seja inesquecível. Impacte. Pare de encher o saco.

Do nada, eis que surge um pensamento contraditório:

 “Faça menos! Faça a diferença! O mundo lhe agradecerá!”

Por Luciano Vignoli.

GOVERNADOR SARTORI RECEBE CONVITE PARA HOMENAGEM EM PARIS

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 17.04.2018: O governador José Ivo Sartori recebeu na tarde desta terça-feira, 17, a diretoria da Associação Latino-Americana de Publicidade (ALAP) e do Instituto Ver Hesíodo Andrade. O presidente João Firme de Oliveira e a fundadora da ONG, Rosane da Cruz Ferreira, entregaram o convite para inaugurar e ser homenageado na edição extra do Festival de Publicidade de Gramado em Paris. O evento, que a cada dois anos acontece fora do Brasil, será no dia 21 de setembro, na embaixada brasileira, localizada na capital francesa. A homenagem acontece em virtude de pesquisa realizada pela ALAP com seus representantes, onde Sartori obteve o primeiro lugar como o governador que mais realizou esforços pelo seu Estado. Estiveram presentes, ainda, os secretários Cleber Benvegnú e Isara Marques, o poeta Luiz Coronel, Dorotéo Fagundes, Jair Meneghetti, Jerry Pedroso e Jane Castro, do conselho da ONG e da associação. Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

O governador José Ivo Sartori (PMDB) recebeu, no dia  17 de abril, as diretorias da Associação Latino-Americana de Publicidade (ALAP) e do Instituto Ver Hesíodo Andrade. O fundador de ambos é o publicitário e secretário-geral da ALAP, João Firme de Oliveira, que também é presidente da ONG Instituto Ver. Marcou presença também a fundadora do IVER em 2007, Rosane da Cruz Ferreira, médica oftalmologista e pediatra, pesquisadora e cientista da Organização Mundial da Saúde que desenvolveu o Teste do Olhinho. O Governador Sartori foi homenageado com o Mérito da Responsabilidade Social, pelo apoio que vem recebendo para que o Instituto Ver continue atendendo gratuitamente crianças portadoras de doenças congênitas da visão evitando a cegueira precoce.

VONTADE DE REERGUER ESTADO DO RS DEU PRÊMIO DA PROPAGANDA

Sartori recebeu o convite para inaugurar e ser homenageado na Edição Extra do Festival de Publicidade de Gramado em Paris. O prêmio foi fruto de uma pesquisa realizada em agosto pela ALAP com seus representantes em cada capital brasileira sobre esforços de governadores para saírem da crise financeira e o governador gaúcho foi o mais citado e ficou em primeiro lugar. O evento, que a cada dois anos acontece fora do Brasil, será no dia 21 de setembro, na embaixada brasileira, localizada na capital francesa.

ALAP

Estiveram presentes na solenidade no Palácio Piratini, os secretários Cleber Benvegnú (Casa Civil) e Isara Marques (Comunicação); o poeta e publicitário Luiz Coronel, fundador e presidente honorário da ALAP; Dorotéo Fagundes, premiado em Paris pelo concurso Não Deixem Morrer meu Rio, que apresentará fotografias humanizadas dos rios gaúchos e do Mercosul); além de Jair Meneghetti, Jerry Pedroso e Jane Castro, voluntários da diretoria do Instituto Ver Hesíodo Andrade, que tem sede provisória na rua Correa Lima, 1908, no Morro Santa Teresa, na agência Martins+Andrade; e os representantes da Brasmédica, Sandro Pires, Tiago Dutra Pereira e Darci Armando Pereira.

Fotos: Luiz Chaves/Palácio Piratini

El Cemefi entregó el Caracol de Plata a la mejor publicidad social de Iberoamérica

RADIO

Sin Comunicação, agencia del estado brasileño de la Paraíba, ganó en la categoria Radio

  • Brasil se llevó el Caracol de plata con el mensaje de radio titulado ”Semana Nacional Do Tránsito” creado por Sin Comunicação para el Sindicato Das Empresas de Transportes Urbanos de Joao Pessoa, Sintur-JP.
  • El Reconocimiento Iberoamericano a la Comunicación Empresarial con Causa, cumple 18 años de entregar el Caracol de Plata.
  • Los mensajes ganadores en esta edición proceden de Argentina, Brasil, España y México.

Ciudad de México, a 16 de mayo de 2018.- El Centro Mexicano para la Filantropía, A.C. (Cemefi) y su programa Caracol de Plata entregó los reconocimientos con los que cada año distingue a la mejor publicidad de beneficio social de América Latina, España y Portugal. La ceremonia de premiación del Reconocimiento Iberoamericano a la Comunicación Empresarial con Causa, en la que los ganadores provenientes de Argentina, Brasil, España y México recibieron su escultura, se realizó en el marco del XI Encuentro Latinoamericano de Empresas Socialmente Responsables.

Esta iniciativa promueve activamente que un mayor número de empresas, agencias de publicidad, medios de comunicación y OSC incorporen el mensaje de bien social a sus estrategias de publicidad, mercadotecnia y comunicación, como herramienta para ejercer la Responsabilidad Social.

En esta edición, se contó con la colaboración de un Jurado Internacional, integrado por 12 personalidades de diferentes empresas, agencias, medios y organizaciones de la sociedad civil de 8 países, quienes evaluaron y seleccionaron los siete mensajes ganadores y trece mensajes finalistas que destacaron por su creatividad, su calidad, su contenido y la trascendencia de las causas que abordaron, entre ellas, problemas visuales, tabaquismo, discriminación, suplantación de identidad en redes sociales, accidentes viales, alcoholismo y bullying.

Al inicio de la ceremonia, Jorge Familiar Haro, Presidente del Consejo Directivo del Centro Mexicano para la Filantropía, subrayó que la comunicación con causa social es una herramienta poderosa.  “Tal como se han desarrollado las áreas de medio ambiente, ética, calidad de vida en el trabajo y vínculo con la comunidad, Caracol de Plata representa el eje de la comunicación y permite a las empresas ampliar y enriquecer sus acciones de Responsabilidad Social para impactar a sus comunidades, clientes y diversos stakeholders.”

Alonso Castellot, reconocido analista de negocios y especialista en el sector empresarial mexicano, así como en temas de responsabilidad social, estuvo a su cargo la conducción de la ceremonia.

El anuncio de los trabajos ganadores y la entrega de los reconocimientos a cada uno de ellos, fue realizado por representantes del Jurado Internacional de esta edición y por miembros del Consejo del Centro Mexicano para la Filantropía.

Mensajes ganadores: 

XVIII Edición del Reconocimiento Iberoamericano a la Comunicación Empresarial con Causa. 

  • Cortometraje: México – La Función de su Vida, creado por El Recreo para Fundación Cinépolis.
  • Impresos: Argentina – Urna, creado por JPG Grupo de Comunicación para La Voz del Interior.
  • Medios Alternativos y Publicidad Exterior: MéxicoMuros Contra la Censura creado por Ogilvy & Mather México para Amnistía Internacional México.
  • Medios Digitales: MéxicoLove Story creado por Young and Rubicam para Telefónica Movistar México.
  • Radio: BrasilSemana Nacional Do Tránsito creado por Sin Comunicação para el Sindicato Das Empresas de Transportes Urbanos de Joao Pessoa, Sintur-JP.
  • Televisión / Cineminuto:Atrapado creado por Alazraki para Convivencia Sin Violencia, Fundación Grupo México y Conciencia Cinemex.
  • Campañas: – Se Buscan Valientes creado por Mediaset España para 12 Meses, Proyecto de Comunicación Social.

Los mensajes finalistas están disponibles en el sitio www.caracoldeplata.org. Los invitamos a conocerlos.

TODOS LOS GANADORES

Acerca de Caracol de Plata.

Caracol de Plata es una iniciativa que surgió en 1999, dedicada a promover la comunicación con causa social, para lo cual impulsa la adopción del mensaje de beneficio social como herramienta de responsabilidad social entre los sectores privado y universitario de Iberoamérica.

El Reconocimiento Iberoamericano a la Comunicación Empresarial con Causa, es un concurso anual de Caracol de Plata, en el que se premia la mejor publicidad profesional de bien social, creada o patrocinada por empresas, agencias de publicidad, medios de comunicación y organizaciones de la sociedad civil.

CEMEFI

Contacto con los medios de comunicación:

Alejandra González (Área Comunicación Cemefi)

Alejandra.gonzalez@cemefi.org

Elena Rivera

Coordinadora de Caracol de Plata

+52-55-5276-8530 extensión 171

info@caracoldeplata.org

CONHEÇA OS VENCEDORES DA 2ª EDIÇÃO EXTRA DO FESTIVAL DE GRAMADO EM PARIS

Galo

Confira a relação dos vencedores da 2ª Edição Extra do Festival Mundial de Publicidade de Gramado, em Paris, que ocorrerá no próximo dia 21 na Embaixada do Brasil na capital francesa. Os premiados que não puderem receber as láureas na França poderão ser agraciados no 3º Congresso Latino-Americano de Publicidade, que ocorrerá em Porto Alegre nos dias 24 e 25 de outubro.

CULTURA
Vencedor: Loja do Bem
Agência: Bolero Comunicação
Inscrição: Ian Thomé

Menção Honrosas:
Peça: Livro 10 Passos Mágicos para o Sucesso
Inscrição: Dionathan Santos

DIVERSIDADE
Vencedor: #MyGameMyName (Vivo)
Agência: África
Inscrição: Sérgio Gordilho

Menções Honrosas:
Peça: Cinto de Segurança inclusive no banco de trás (Vida Urgente – Fundação Thiago de Moraes Gonzaga)
Inscrição: Cinthia Flores

Peça: Acessibilidade
Agência: Bolero Comunicação
Inscrição: Ian Thomé

SUSTENTABILIDADE
Vencedor: Dengue
Agência: Gente Propaganda
Inscrição: Geraldo Souto de Almeida Filho (Geo Filho)

OBRAS SOCIAIS
Vencedor: Fundación Pies Descalzos – Shakira
Inscrição: Andressa Martins

Menções honrosas:
Peça: Projeto APAE Poços de Caldas
Agência: Cervantes/Avalanche Vitória

Peça: Mundo Caslu (Fernanda Gentil)
Inscrição: Andressa Martins

Peça: Instituto Projeto Neymar Jr.

SAÚDE
Vencedor: IncluMojis
Agência: Sistema Dez
Inscrição: Roberto Schmidt

Menção honrosa:
Peça: Quando a vida chama, a dedicação do médico aparece (CREMERS)
Inscrição: Marco Maciel

ARTE
Vencedor: Projeto Meninas Douradas – Book para Debutantes Carentes
Inscrições: Andressa Martins

Menções honrosas:
Peça: A Verdadeira Mágica
Inscrição: Israel Menezes

Peça: Instituto Criar – Fundado por Luciano Huck

AS DAMAS DA SOLIDARIEDADE NA PROPAGANDA

zuau

Com o frio intenso que recém começou, voltei ao guarda-roupa, escolhi peças que ainda podia usá-las por questão de economia e as destinei para o Asilo Padre Cacique, onde era frequentador assíduo na década de 60 com meu colega de microfone na Itaí, Gildo Milmann.

Lydia-Moschetti

Recordo que a grande dama da noite Lydia Moschetti (foto acima) recorria à Propaganda comigo ao microfone para saber quais os pontos de moradores de rua no Centro da capital para entregar cobertores que ela comprava. Numa caminhonete, circulava das 22h até 2 horas da madrugada na entrega dessa dádiva mandada por Deus para que muitos continuassem a viver.

Chegou ao ponto que seus sócios na Indústria de Papelões Moschetti notaram que suas retiradas estavam comprometendo o capital da grande empresa, tal era o volume de dinheiro de cobertores distribuídos com alegria.

palmira

Na mesma linha, outra Dama do Dia, Palmira Gobbi (foto acima), usava a Propaganda nas emissoras de rádio para solicitar jornais e comida para os cães, gatos abandonados e cavalos velhos, magros e soltos na rua porque não prestavam mais para o trabalho e eram acolhidos pela Associação Riograndense Protetora de Animais. Com o Rogério Mendelski e o Sergio Zambiasi, nos aliamos como os Três Mosqueteiros e ajudávamos a tradicional entidade, mas notei um líder como D’Artagnan: o Mendelski, que parava carroceiros que batiam nos cavalos e lhes tirava o relho, sob aplausos de motoristas nos volantes.

Vamos promover o 2º Fórum do Bem-Estar dos Animais no aniversário da Cidade Sorriso, no mês de março de 2019, paralelo ao 1º Festival de Propaganda Ética e Social Internacional de Porto Alegre e os resultados das inscrições de material para concorrer à premiação do Troféu Quero-Quero serão revertidos para a ARPA – Associação Riograndense de Animais que vive momentos de penúrias, sem poder ampliar seus serviços sociais. Jornais e Revistas que assino não vão para o lixo, pois os levo para a ARPA, que me recebe de braços abertos.

* João Firme é Publicitário e Jornalista