PAIXÃO CÔRTES E A PROPAGANDA BROTAM NOSSAS RAÍZES PARA O MUNDO

 In Artigos

*João Firme

Inestimável é a contribuição de Paixão Côrtes como pesquisador e divulgador do folclore gaúcho e de sua ligação com a área publicitária rio-grandense. Em 1961 na TV Piratini, hoje TVE, foi o astro do primeiro programa de TV em videotape do RS, exportado semanalmente para SP (Tupi), RJ (Continental) e Recife com o nome que idealizamos, Cidades Gaúchas, contendo imagens e potencialidades econômicas dos primeiros municípios do Estado, danças gaúchas, destacando nos programas de seis meses, a música, a literatura e arte.

Desfilaram nas câmeras os melhores CTGs, Érico Veríssimo com sua Cruz Alta, Paulo Brossard, Alberto André, Mario Quintana, Vasco Prado, Caringe de Pelotas, os artistas Lupicínio Rodrigues, Salvador Campanela, Plauto da flauta, Braguinha do Cavaquinho, Nelson Gonçalves, Francisco Lopes, Teixeirinha, Teresinha Monteiro, Tulio Piva, Nico Fagundes, Lauro Rodrigues, Lamaison Porto, Cândido Norberto, Carlos Nobre, Rubens Alcantara, Mauricio Sobrinho, Paraná e seu regional da Gaúcha e outros. Certa vez, Paixão organizou em Viamão uma tarde gaúcha para mostrar nossas raízes e, graças à propaganda dos patrocinadores Randon e Transportadora Mayer, foi possível dar esta autenticidade. O evento ganhou publicidade com editorais em jornais e um prêmio da Revista do Rádio. Publicamos até um anúncio com o título “É cavando que se Vence”.

O Paixão dos gaúchos ajudou a criação da Arauto Publicidade nos anúncios para a Saphira, A Erva que não Entope; Café Dinamite, Chega de Café de Chaleira, o comercial do gauchinho Grazzito da Grazziotin que aparecia às 21h pela TV para avisando as crianças que era hora de dormir (alegria dos pais) e por uma semana foi a estrela da Semana Gaúcha no Hotel Comodoro em SP onde recepcionava autoridades, empresários, imprensa e o público num stand de fogões Venax, onde posou na sua perna direita a Garota Café (o Paixão, louco de faceiro com sua cara de macho) ganhou manchetes nos Jornais. Ele vendia o RS que estava presente com stands de frigoríficos, vinhos, calçados, malharias, erva mate e produtos industrializados de óleos de Soja, Trigo e Milho. O CTG de Osório servia o churrasco nas mesas à noite, dançava alegremente, enquanto um seleto público degustava o primeiro milagre de Cristo que a pedido da mãe num casamento transformou a água em Vinho.

O trabalho do engenheiro agrônomo Paixão Côrtes repercutiu tanto que a Banda Tom Bloch que interpretou a música “Jardim”, composta especialmente para o 14º Festival Mundial de Publicidade de Gramado de 2005, lembra que temos nossas raízes e tem esta maravilha de letra: “Brotem para o mundo, mas guardem a aldeia em que nasceram”.

*Publicitário e Jornalista

Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!