ALAP | Associação Latino-Americana de Publicidade

Sem categoria

INSTITUTO VER EVITA POR ANO QUE 22 CRIANÇAS FIQUEM CEGAS, ECONOMIZANDO 16 MILHÕES E 500 MIL REAIS PARA PORTO ALEGRE

Os médicos oftalmologistas pediátricos Amadeu Vargas,Giovani Travi, liderados pela Rosane Ferreira,presidente da Sociedade  Brasileira de Oftalmologia Pediátrica nos solicitaram  que no Festival de Gramado de 2007 fosse constituído  o  Instituto Ver, voltado para a estimulação e reabilitação visual infantil,gratuitamente, em crianças com doenças congênitas como catarata, glaucoma e câncer de fundo de olho. e conquistar o Teste do Olhinho (reflexo vermelho), obrigando os hospitais a este procedimento.  Aceitamos o desafio e aconteceu.

Partimos para a luta com colegas voluntários e conseguimos o apoio do  Ministério Público, Lions, Rotary, Fundação Mauricio Sirotsky Sobrinho, entidades de comunicação e veículos, e a lei do  Teste do Olhinho foi sancionada em 2008 em Porto Alegre e 2012 no RS.

A Rosane Ferreira,presidente do Instituto Ver que está lecionando oftalmologia para médicos do mundo na Johns Hopkins School of Medicine Top da Medicina Americana  quer que  a propaganda conquiste para milhares de cidades brasileiras e latinas leis do Teste do Olhinho e núcleos (casas)  de Estimulação e Reabilitação Visual Infantil para evitar a cegueira precoce.

Checando ,diz a Joana D’Arc da visão infantil, “ com  as doenças oculares mais comum que podem levar a deficiência visual severa e/ou cegueira, 22 crianças por ano nasceriam na capital gaúcha que poderiam ficar cegas antes da realização da sistemática do Teste do Olhinho e do tratamento imediato”.

Assim a cada ano, só em Porto Alegre, ocorre uma economia de 16 milhões e 500 mil reais,  graças ao Instituto Ver, diz a Rosane.

Comemoraremos os  10 anos  da trajetória crescente do Instituto Ver no  21º Festival Mundial de Publicidade de Gramado, de 7 a 9 de junho, que precisa para continuar seu trabalho de conscientização e da parceria dos seus fundadores,  ALAP, ABAP, FENAPRO, SINAPRORS, ARP e CNP.