O RÁDIO NA MINHA VIDA

 em Artigos

*João Firme

Aos 14 anos, viajava com o pároco de Santa Rosa aos domingos como corinha para ajudá-lo na celebração de missas no interior e convidava o público pelo auto falante para entrar na Igreja.

Aos 18, consegui emprego na Rádio Santa Rosa como locutor e estudava à noite ouvindo música clássica de órgão na Rádio Belgrano de Buenos Aires. Depois peregrinei por sete emissoras. Chegando em Porto Alegre, trabalhei como repórter na Itaí e, convidado por Mauricio Sirotsky Sobrinho, passei para a Rádio Gaúcha, onde aprendi a vender comerciais, fazendo um programa aos sábados com Elis Regina.

Nas agências que fundei, Minuano, Arauto e Farol, e o SINAPRO-RS que presidi por 31 anos, tinha música ambiental para todos.

Em 1965, nossa turma de publicidade da FAMECOS/PUCRS idealizou uma Exposição dos Financiados da Aliança para o Progresso. Fui escolhido como presidente e designado para ir a Washington e Nova York convidar Jacqueline Kennedy para vir inaugurar a EFAP no dia 13 de dezembro daquele ano.

Na capital americana, tinha um colega de Cachoeira do Sul que era diretor da Voz da América na área brasileira e me proporcionou um estágio de uma semana na emissora que transmitia em onda tropical e curtas em 37 idiomas para divulgar a maior nação do planeta.

Como trabalho de conclusão do curso, entrevistei por cinco minutos o secretário-geral da OEA – Organização dos Estados Americanos e trouxe a gravação para apresentar aos meus colegas e ao governador Ildo Meneghetti. A Rádio Guaíba transmitiu na íntegra o meu trabalho de repórter.

Idealizei a tese “O Direito à Publicidade sem Censura” e a apresentei em nome da ABAP e SINAPRO-RS no 3º Congresso Brasileiro de Propaganda realizado em 17 de abril de 1978, sendo a mesma aprovada pelo plenário.

Em setembro do mesmo ano, o Ministério da Justiça do governo Figueiredo acatou nosso pleito e  extinguiu a Censura Prévia no Rádio e na TV, que durou sete anos na revolução.

No Festival de Gramado de 2017, o presidente do evento Sergio Gordilho da agência Africa atendeu meu pedido para termos um painel sobre o Rádio nas Plataformas de Mídia na Internet e vamos fundar a Associação Latino-Americana de Diretores Comerciais de Rádios.

E continuo ouvindo Rádio, no automóvel, em casa e na ALAP, quando escrevo e passo e-mails, me sentindo extremamente feliz.

* Publicitário, Jornalista e Radialista

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

ALAP | Associação Latino-Americana de Publicidade