ALAP | Associação Latino-Americana de Publicidade

{:br}Artigos e Notícias

RAUL RANDON DA PROPAGANDA

canvas

Um amigo do bem nos deixou nesses tempos que vivemos e nos encontramos na eternidade com Deus. Foi assim que disse o Paixão Côrtes por telefone, enfatizando que ele era o melhor na Propaganda Social, pois todas as mensagens que fazia no programa “Cidade Gaúchas”, de exportação para três estados na década de 60, eram de otimismo no Brasil e da participação da sociedade na ajuda ao terceiro setor.

Comecei a trabalhar com a Randon conhecendo seu irmão engenheiro Ercilio, que cuidava da imagem da empresa e meus encontros com o Raul começaram acontecer no centro das indústrias onde eu frequentava semanalmente para produzir um programa que idealizei na TV Piratini com o nome “Caxias na TV”, baseado com o que aprendi na “Voice of América” em 1965 como formando de Publicidade da primeira turma da PUCRS, estágio ocorrido em setembro para divulgar a Exposição dos Financiados da Aliança para o Progresso e poder convidar a Jacqueline Kennedy para vir inaugurar a EFAP no Parque de Exposições em dezembro de 65, o ano da revolução que nos tirou a liberdade de imprensa.

O “Caxias na TV” idealizei depois de constatar que, nos EUA, a imprensa dos condados (cidades) tinha 60% de preferência, pois cada município tinha interesse de destacar a Cultura e a Arte onde se encontra talentos. O ex-prefeito Hermes Weber gostou da ideia e me disse que só um homem poderia tornar realidade minha ideia semanal na TV Piratini. E após visitar o Raul, ele me levou para a Federação das Indústrias presidida pelo Cipola e após minha explanação perguntaram o preço da TV do Chateubriand e cobriram os custos em minutos. O programa que era para apenas três meses durou mais de um ano com escolas de ballet, Sing House, CTGs, músicos, empresários e locutores na apresentação aos domingos de manhã.

Certo dia, o seu Raul me convidou para abrir a filial da Minuano Publicidade em Caxias do Sul, para atender a conta da empresa.  Recusei informando-o que tinha um projeto de vida e, em 1973, no ano do convite eu estaria recebendo dois diplomas universitários: Ciências Jurídicas e Sociais em Passo Fundo e Relações Públicas na PUCRS. Ele ficou surpreso com o que relatei e mandou abrir uma champanhe do Michelon, com quem tive a conta. Sugeri a Martins+Andrade, pois trabalhava com o Hesíodo Andrade na ABAP e no Sindicato, um capixaba de valor.  Ele aceitou a minha indicação e a Martins foi a primeira agência de Porto Alegre com filial em Caxias.

Já premiei o projeto social FLORESCER na Caravana da Comunicação Social e pretendia premiar outro extraordinário que tem na Edição Extra do Festival de Publicidade de Gramado em Paris no dia 21 de setembro.

Prêmios por ser empresário, empreendedor autêntico e simples, voltado para o trabalho com solução para o crescimento do Brasil, creio que ele é o primeiro no nosso Estado onde ele investe sem medo. Vivo hoje, Raul Randon, mas amanhã poderei estar contigo na santa paz.

João Firme é Publicitário e Jornalista

FOTO: Randon/Divulgação

Sem título

Publicação original do Jornal do Comércio de 6 de março de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *